Quarta, 10 Janeiro 2024 16:54

Empresas de elevadores se reúnem para debater estratégias de crescimento para 2024

Escrito por

Empreendedores pretendem investir em formação e qualificação dos profissionais do setor; nova escola será inaugurada em fevereiro em São Paulo.

Primeira Convenção de Elevadores do Brasil reuniu mais de 150 empreendedores do segmento de elevadores de todo o país para debaterem sobre novas estratégias para os próximos anos, e aconteceu no Tênis Clube Paulista, em São Paulo, no último dia 06 de dezembro. Na ocasião, empreendedores de empresas multimarcas abordaram os desafios a serem enfrentados para que o segmento possa crescer cada vez mais e conquistar novos mercados.

Pioneiro no setor, o evento atraiu 17 empresas apoiadoras e patrocinadoras. A tônica foi a necessidade de qualificação, treinamento, inovação e desenvolvimento para estimular o crescimento das empresas nacionais independentes. Outro tema em destaque foi o papel da equipe comercial na expansão do negócio e a gestão da empresa multimarca. Participaram representantes das empresas de elevadores do Norte, Nordeste, Sul e do Sudeste, a maioria associada à Associação Brasileira das Empresas de Elevadores – Abeel.

O presidente da Abeel, Marcelo Braga, abriu o evento ressaltando as perspectivas positivas para o segmento de elevadores nos próximos anos e ressaltando a necessidade de atualização profissional. Ele acredita que o setor vive a melhor oportunidade no Brasil em comparação aos últimos 20 anos, mas que é preciso manter a busca de qualificação e excelência para que as empresas se mostrem competitivas.

Braga lembrou em sua palestra a derrocada da Blackberry, considerada a “avó” dos smartphones, sinônimo de status e alta tecnologia em telefonia celular no final dos anos 1990. Seduzida pelo domínio de mercado, a liderança da empresa não deu a devida importância para a inovação disruptiva de rivais como a Apple e o Android, o que contribuiu para o declínio da Blackberry.

“A arrogância e o excesso de autoconfiança criaram a estagnação, que cegou os líderes da empresa para a necessidade de avançar”, destacou Braga. Segundo ele, as empresas independentes de elevadores não podem se comportar como a Black Berry se quiserem expandir cada vez mais.

“Temos de superar qualquer percepção equivocada de que somos defasados, nós temos equipamentos, qualidade, tecnologias”, disse. “Temos capacidade de avançar. É possível mudar o mercado e conquistar mais espaço e novas fatias. Mas isso exige investimentos em EPI, transporte, uniformes, treinamentos, qualidade”, destacou.

Por sua vez, Luiz Alfredo Costa De Oliveira, especialista com quase 20 anos de experiência na área de elevadores, anunciou a primeira Escola de Formação Em Elevadores, iniciativa da IBN Consultoria – a ser lançada em São Paulo, em fevereiro de 2024. Uma unidade já está em atuação em Camboriú, Santa Catarina.

A meta é o aperfeiçoamento dos profissionais de elevadores para eliminar o risco de acidentes, ampliar a segurança e a qualidade dos serviços prestados aos condomínios. “Técnico tem de entender de elétrica, mecânica, eletrônica, saber manejar um smartphone e até mesmo compreender questões contratadas”, afirmou.  “É importante investirmos também no treinamento comercial do técnico – ele é sua linha de frente, o que ele disser o síndico vai acatar”, destacou Oliveira.

A ideia da escola nasceu a partir das atividades da Academia Abeel, que oferece diversos cursos de qualificação coordenados pela IBN. A partir das aulas para as empresas associadas, do incentivo da Abeel e da repercussão positiva, Oliveira passou a desenvolver o projeto da escola. 

Integrantes de peso

O painel Qualificação técnica das equipes operacionais e percepção dos clientes” contou com a participação de Taís Resende Cavallero (Conserp Elevadores); Luiz Alfredo (IBN Consultoria); Ronaldo Soares (Lion Elevadores) e Leandro Alves (Eleve App).

Outro painel que despertou amplo interesse foi sobre “O papel do comercial para o crescimento sustentável das empresas multimarcas”, que contou com Fábio Aranha (Infolev); Sérgio Cardoso (Schmersal); Syrlei Feitosa (Engeltech) e Daniela De Bonis (CDE e Grisalhas).

Em “Processos necessários que tornam a gestão mais eficiente” debateram Carla Roseane (Portal Elevadores e CDE); Paula Gaiga (Laggai Marcas e Patentes); Flávia Jardim de Lima (Elemmax Elevadores) e Alanna Sacramento (Sua Obra Legal).

Coube a Juarez Lima, da Elemmax Elevadores – RJ, a participação especial abordando o grande tema do evento: “O desafio de prosperar e se reinventar em um segmento altamente competitivo”.

Ficou a cargo do ex-bombeiro Major Palumbo do Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo e atual vereador da capital paulista o encerramento do evento.  Um dos maiores especialistas em segurança em elevadores, ele abordou “As empresas de elevador e a segurança”.

Expertise na organização

A Primeira Convenção de Elevadores do Brasil foi idealizada, desenvolvida e realizada por uma equipe de cinco experientes profissionais da área: Bruno Sacramento, sócio da Eco Lift Elevadores e responsável do Canal Espiga Cast, iniciou o movimento.

Kátia Treviso, sócia da ZuncaPress Comunicação e realizadora do Canal Conversa de Elevador, criou o formato do evento, além de Ronaldo Soares, fundador da Lion Elevadores e responsável pelo Canal Master Tecnologia BR.

Outros parceiros para a concretização do evento foram Carla Roseane Araújo, responsável administrativa na Portal Elevadores e Daniela De Bonis, community manager da Comunidade Grisalhas Assumidas e em Transição, que atuou na área comercial das principais multinacionais de transporte vertical que estão no Brasil.


Anuncie na Direcional Condomínios

Anuncie na Direcional Condomínios

Assine nossa newsletter