Quinta, 26 Agosto 2021 00:30

Novas tendências em serviços de startups nos condomínios

Por

A pandemia de covid-19 causou diversas transformações na forma como vivemos, uma delas sendo a relação que criamos com o lugar no qual moramos. Sem a possibilidade de frequentar academias, bares, restaurantes, shoppings, cinemas, festas e outros locais de lazer e descontração, acabamos passando muito mais tempo dentro de casa. E tivemos que tornar o nosso lar no espaço de realizar atividades físicas, estudo, trabalho etc.

Nesse novo cenário, as áreas comuns dos condomínios passaram a ter ainda mais importância, servindo como local para se relacionar mais com os vizinhos, relaxar, se exercitar e fugir um pouco do ambiente doméstico. Para tornar esses lugares mais seguros, confortáveis e eficientes para os moradores, as condotechs, startups que atuam na gestão de propriedades e condomínios, têm desenvolvido soluções inovadoras destinadas a esses espaços.

De acordo com um levantamento realizado pela Liga Ventures, pioneira na criação de mapas de startups, existem atualmente 77 startups de condomínios ativas em 29 cidades do Brasil. Entre os principais nichos de atuação estão gestão de condomínios, minimercados e sustentabilidade.

Pensando nisso, apresentamos abaixo algumas tecnologias e serviços que estão sendo utilizados dentro dos condomínios para torná-los ainda melhores e mais receptivos aos moradores.

Portaria inteligente

Com esse cenário de distanciamento social e maiores cuidados para impedir a propagação da Covid-19, se tornou essencial a busca por soluções que gerem mais segurança nos condomínios. Uma das medidas praticadas pelas administrações é a adoção de portarias automatizadas com acesso sem toque, por meio de tecnologias como leitor biométrico facial e câmeras termográficas, capazes de bloquear a entrada se a temperatura da pessoa estiver acima do permitido. “Além de trazer mais proteção para os moradores contra ações criminosas no geral, no contexto da pandemia essa solução se torna ainda mais importante por permitir um controle maior da aferição de temperatura e da quantidade de pessoas que estão acessando os espaços”, comenta Thiago Vallilo, CEO e cofundador da Group Digital, empresa especializada em tecnologia de controle de acesso.

Tecnologia de reconhecimento facial

Trazendo mais segurança e rapidez, a biometria facial já está sendo utilizada por condomínios em portais e aplicativos internos, entrada nos apartamentos, para o cadastro de funcionários, reservas de ambientes de uso comum, e recebimento de encomendas. Além disso, já existem empresas que realizam locações de forma 100% online, em que o reconhecimento da face é utilizado no processo. No caso da solução oferecida pela FullFace, startup brasileira especializada na identificação de pessoas por meio de uma tecnologia proprietária de biometria facial, são identificados mais de mil pontos de um rosto, o que garante que não ocorram problemas com a autenticação dos usuários. A solução deixa todos os processos mais práticos, em que só é necessário o uso da face.

Instalação de mercados

Com o isolamento social e o novo perfil de consumo, os modelos de mercados autônomos em condomínios ganharam espaço por ser a forma mais segura e cômoda dos moradores realizarem suas compras, evitando as aglomerações nos supermercados e outros estabelecimentos. Uma empresa que tem se destacado bastante é o Market4u, maior rede de mercado autônomo e inteligente do Brasil e da América Latina. Seu modelo de negócio baseia-se em instalar dentro dos condomínios um pequeno mercado autônomo, sem atendentes, para que os condôminos possam realizar suas compras. Para isso, é necessário baixar o aplicativo da empresa, se cadastrar e efetivar o pagamento dos produtos que adquiriu, tudo isso de forma online e sem precisar ter contato com nenhum tipo de máquina.

Saúde e bem-estar sem sair de casa

"A busca por profissionais de bem-estar, saúde e beleza sempre foi um problema real, não somente pelo fator de 'onde' localizá-los, mas também pela identificação pessoal de perfil e preço destes profissionais", diz Leo Waltrick Polli, CMO da Benvou, acelerada no ciclo 2020.2 do InovAtiva Brasil. Por muito tempo tem sido comum a solicitação e indicação desses profissionais através de grupos de whatsapp, principalmente dentro de condomínios. Por isso, a Benvou estruturou seu negócio para despertar mais qualidade de vida dos moradores, em um modelo B2B2C através de canais estratégicos com administradoras de condomínios.

A Fit Anywhere é uma startup acelerada pelo ciclo 2020.2 do InovAtiva Brasil com a missão de aproximar saúde e bem-estar das pessoas, em suas casas, nos hotéis ou em seus trabalhos combatendo o sedentarismo. "Isso é possível graças à sincronização do nosso aplicativo com centenas de administradoras de condomínio, dentro dos seus próprios aplicativos de gestão, no modelo de compartilhamento em que todos os moradores utilizam a mesma solução" comenta Pedro Kauffman, fundador da startup.


Anuncie na Direcional Condomínios

Anuncie na Direcional Condomínios