Sexta, 19 Julho 2019 00:00

Férias: Inmetro apresenta dicas de segurança. Vamos repassá-las aos condôminos?

Por

No meio do ano é sempre a mesma coisa: terminam as aulas, o lazer ocupa os dias dos estudantes, e começam as preocupações dos pais e responsáveis, dentro e fora de casa (e apartamentos).

E não é por menos. Segundo o Sistema Inmetro de Monitoramento de Acidentes de Consumo (Sinmac), produtos infantis lideram o ranking de acidentes de consumo, e as causas mais comuns são relacionadas a brinquedos, mobiliário infantil, queimaduras provocadas pelo fogão e quedas em geral.

A atenção é necessária e a prevenção é a melhor medida. Confira, portanto, a série de dicas do Inmetro para garantir um lazer seguro para sua família.

No banheiro

Você sabia que bastam apenas 2,5 centímetros de água para uma pessoa se afogar? Com as crianças, a atenção tem que ser redobrada. Por isso, mantenha sempre a tampa do vaso sanitário abaixada e nunca deixe baldes dentro do banheiro.

Supervisione seu filho durante o banho, e, para evitar queimaduras, teste a temperatura da água.

O piso é outro ponto de atenção: molhado, pode causar acidentes graves. Compre assoalhos apropriados para o banheiro.

Por fim, não se esqueça de manter objetos cortantes, medicamentos e produtos de higiene longe do acesso das crianças.

Cozinha

Cozinha não é lugar de criança. Um simples descuido pode resultar em cortes e queimaduras. Nas férias, então, vale redobrar a atenção.
Dê preferência a utilizar as bocas de trás do fogão, e opte sempre por virar o cabo da panela para dentro, evitando que as crianças a puxem. Não mantenha toalhas penduradas na tampa do fogão para evitar propagação de chamas. Atenção, ainda, à alta temperatura da porta e nas laterais do fogão.

Também não deixe toalhas como descanso para as panelas ou recipientes contendo líquidos ou alimentos quentes: seus filhos podem puxá-las e se queimar.

Assim que acabar o uso de objetos cortantes, de cerâmica e vidro, não os deixe em cima da bancada. Tão logo seja possível, lave-os e guarde-os em local seguro.

Não deixe liquidificadores, trituradores, fornos, air-fryers ligados, ou mesmo na tomada, enquanto você estiver ausente da cozinha.

Sala

Cuidado com o tombamento de móveis e aparelhos eletrônicos! É um acidente muito comum com crianças. Verifique se os móveis que correm o risco de tombar, como estantes e cômodas, estão fixos na parede ou no chão. Observe, ainda, se a TV está sobre um móvel robusto e estável, adequado para suportar seu tamanho.

Além disso, os armários devem estar distantes de janelas, para evitar que as crianças subam e corram o risco de cair. O ideal, ainda, é que os móveis não sejam pontiagudos, o que pode causar ferimentos. Deixe objetos com vidro longe da altura das crianças!

Por fim: olho vivo em escadas! Elas devem ter portão na subida e na descida, a fim de evitar acidentes.

Quartos

Os brinquedos possuem indicação ou restrição de uso para cada idade, considerando habilidades e a segurança dos pequenos. Verifique a adequação à faixa etária antes de dá-los aos seus filhos.

Além disso, evite brinquedos pontiagudos ou com peças muito pequenas, que possam se soltar e causar engasgamento. Lembre-se: esses produtos devem ser comprados no comércio formal e devem apresentar o selo do Inmetro!

Fique atento, ainda, à etiqueta das roupas infantis, para verificar se os tecidos são adequados para os pequenos. Alguns componentes têxteis podem causar alergia! Acessórios como cadarços no capuz de casacos e botões também merecem atenção, por oferecer risco de estrangulamento ou sufocação.

Por fim, não esqueça de verificar se as grades ou telas das janelas estão fixas corretamente.

Áreas externas

Cuidado com as brincadeiras ao ar livre, em áreas externas como o quintal de sua casa, o playground do edifício, pracinhas. As quedas representam a maior causa de hospitalização das crianças! O risco é quatro vezes maior se a queda ocorre de um brinquedo mais alto que 1,5 m.

Verifique se os brinquedos estão seguros, bem fixos, e se o piso é macio (areia ou borracha, por exemplo). Observe, também, se há riscos como ferrugem, superfícies constantes ou pregos expostos.

Não deixe seu filho andar de bicicleta sem supervisão. E não se esqueça: bicicleta infantil, só com selo do Inmetro.

A piscina deve ser utilizada apenas com supervisão de adultos. Além disso, é recomendável a instalação de cercas de isolamento com no mínimo 1,5 metro de altura, portão e travas ao redor da piscina.

Se sua casa tiver cisternas, caixas d'água e bueiros, verifique se estão fechados da maneira correta, para que seu a criança não consiga abri-los.

Fique ligado:

Em caso de acidentes de consumo envolvendo qualquer produto ou serviço, faça o relato no Sistema Inmetro de Monitoramento de Acidentes de Consumo – Sinmac (www.inmetro.gov.br/sinmac).

Fonte: Rafael Cavalcanti / Divisão de Comunicação Social (Dicom)