Sexta, 17 Maio 2019 00:00

Parceria com AABIC ajudará São Paulo a se tornar cidade mais monitorada do mundo

Por

Cerca de 25 mil câmeras de prédios da Capital poderão integrar sistema de monitoramento da polícia pelo programa City Câmeras. Adesão de 10% dos condomínios ligados à AABIC fará a cidade superar referências como Londres, Tóquio e Nova York.

São Paulo poderá se tornar, já nos próximos meses, a cidade mais monitorada do mundo. A projeção foi feita pelo secretário de Segurança Urbana, José Roberto Rodrigues de Oliveira, em evento realizado na noite da terça-feira (dia 14/05/2019) na sede da Associação das Administradoras de Bens Imóveis e Condomínios de São Paulo (AABIC). O encontro marcou a oficialização da parceria entre AABIC e Secretaria Municipal de Segurança Urbana, que vai integrar câmeras de segurança de condomínios da capital paulista ao City Câmeras, programa de monitoramento da Prefeitura. De acordo com o secretário, basta a adesão de 10% dos condomínios administrados pelas empresas associadas da AABIC para que São Paulo supere até mesmo cidades referência em monitoramento, como Londres, Tóquio e Nova York.

Atualmente, o programa possui 2.623 câmeras espalhadas por órgãos públicos, residências e pontos comerciais da Capital Paulista. Levando em conta que os 16 mil condomínios administrados pelas associadas à AABIC podem incorporar ao programa pelo menos 25 mil câmeras, Oliveira ressalta que a parceria público-privada e a participação da população no City Câmeras podem inibir a prática de crimes na cidade de São Paulo. "Vamos nos tornar rapidamente a cidade mais monitorada do mundo sem gastar um real", afirmou o secretário. Antes da criação do projeto, em março de 2017, eram apenas 75 dispositivos em toda capital ao custo mensal de R$320 mil ao contribuinte.

Pelo City Câmeras, as imagens são enviadas a uma plataforma em nuvem (rede digital de armazenamento) e ficam à disposição do comando da Guarda Civil Metropolitana (GCM), podendo ser compartilhadas com as polícias Civil e Militar. A intenção é dar aos órgãos de segurança mais condições de detectar, prevenir e reagir a emergências com rapidez e efetividade.

Sobre o evento

O evento realizado na sede da AABIC contou com cerca de 100 diretores, gerentes de condomínios de empresas associadas à entidade e síndicos. A intenção do encontro era apresentar o projeto para estimular a rápida adesão das administradoras. O único custo para as interessadas será na contratação de um serviço para armazenar as imagens na nuvem. Em contrapartida, as administradoras terão um raio maior de monitoramento, já que estarão integradas a uma ampla rede de dispositivos. Outra vantagem é que o programa usa dados de inteligência para levantar estatísticas de criminalidade a fim de desenvolver ações preventivas junto aos moradores.

Para o presidente da AABIC, José Roberto Graiche Júnior, a parceria acontece em momento oportuno para combater uma crescente onda de insegurança nos condomínios de São Paulo, com aumento dos casos de invasões, assaltos e arrastões. Segundo Graiche Júnior, cerca de 80% dos aproximadamente 20 mil condomínios de São Paulo já possuem um circuito fechado de TV. A parceria ajudará a Prefeitura bater a meta inicial do projeto de instalar 10 mil câmeras até o final de 2021. "Tínhamos toda estrutura, mas não era compartilhada. Temos certeza que agora que esse número de crimes vai diminuir", explicou.

Além do City Câmeras, o secretário também apresentou o SP + Segura, aplicativo de segurança que permite aos moradores da cidade de São Paulo enviar alertas em tempo real aos órgãos de segurança para informar ocorrências ou denúncias. Idealizado pela Secretaria Municipal de Segurança Urbana, o SP + Segura pode ser instalado em qualquer aparelho smartphone.

Sobre a AABIC

A Associação das Administradoras de Bens Imóveis e Condomínios de São Paulo (AABIC) é uma entidade com 40 anos de atuação na formação qualitativa do mercado de administração e locação de imóveis. Com 77 empresas associadas, que respondem por 110 mil funcionários empregados, as associadas à AABIC administram atualmente 16 mil condomínios, onde moram mais de 5,1 milhões de pessoas. Fundada em 1978, a AABIC busca cumprir com excelência e rigor sua principal missão: orientar a administração de bens imóveis e condomínios em suas atividades. Com gestão voltada para o aperfeiçoamento contínuo da qualidade dos serviços de orientação e treinamento, a associação trabalha pela valorização do segmento no mercado imobiliário.