E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Cuidados indispensáveis na busca por renda extra

A vez dos relacionamentos e da especialização

Legalizar e capacitar: Bases para o crescimento profissional

Um prédio recém-inaugurado, com instalações, pinturas e moradores novos pode ser o sonho da ‘administração perfeita’ para muitos síndicos. A ideia surge a partir do conceito que há menos trabalho num prédio onde tudo novo impera. O gerente administrativo Gilberto Souza acredita que realmente é mais fácil, desde que se tenha uma boa administradora, um bom gestor e uma boa equipe de segurança e limpeza. “A vantagem é que, conforme os moradores começam a ocupar o prédio, você consegue discipliná-los quanto ao uso da área comum, por exemplo”, diz. Ele afirma ainda que a manutenção é mais barata, o que traz alívio aos condôminos.

Qualidade de vida, saúde e autoestima

Doenças como o colesterol, a obesidade e hipertensão arterial são algumas das consequências de quem adota o sedentarismo como estilo de vida. A prática de exercícios físicos é importante não apenas por favorecer a autoestima, mas também porque traz inúmeros benefícios à saúde. Nesta edição do Fique de Olho conheça empresas que oferecem produtos e serviços aos espaços de fitness dos condomínios, de forma a que seus usuários tenham qualidade e segurança.

Com o verão se aproximando, os cuidados para evitar o alastramento de baratas, roedores e cupins no condomínio devem ser redobrados. As pragas urbanas podem comprometer a saúde dos moradores, além de prejudicar as edificações. No entanto, é importante escolher a empresa certa para realizar o controle, que esteja devidamente legalizada junto da Vigilância Sanitária. O alvará expedido pelo órgão é indispensável para a atuação das controladoras de pragas urbanas. O síndico deve desconfiar de preços abaixo da média e exigir das empresas que utilizem métodos preventivos e curativos.

Manter em ordem o acabamento da fachada, das áreas de circulação, dos equipamentos e sistemas essenciais como elevadores, hidráulica, elétrica etc., contribui para a qualidade e a valorização de mercado do condomínio.

Conforto ambiental, acessibilidade, segurança e, claro, boa solução de espaço para estacionar e manobrar os veículos são itens indispensáveis às garagens nos condomínios.

Ser síndico e síndica não é tarefa fácil. Eles lidam com problemas que, muitas vezes, envolvem situações delicadas ou comprometedoras e lhes rendem muita dor de cabeça. Qual seria, então, a melhor forma de administrar um condomínio para evitar conflitos interpessoais e promover a qualidade dos serviços? A questão foi abordada pelo conferencista Alfredo Rocha, especialista em liderança e gestão, que já palestrou em mais de 2.400 eventos em todo País. Durante uma hora e meia, Alfredo orientou síndicos, zeladores e gestores condominiais sobre como liderar equipes, evitar conflitos entre os condôminos e manter o controle emocional, mesmo diante de momentos explosivos.

A festa em homenagem aos 15 anos do Grupo Direcional e da revista Direcional Condomínios reuniu 600 pessoas no Auditório Simon Bolívar, do Memorial da América Latina, em São Paulo. Aconteceu no sábado, dia 29 de setembro, durante o 5º Direcional Síndicos, evento que cresce a cada ano e se tornou um espaço valioso de troca de informações e orientação aos gestores condominiais. A edição de 2012 trouxe as conferências de Alfredo Rocha (sobre liderança) e de Cristiano De Souza Oliveira (com o lançamento de livro de sua autoria). 22 empresas expuseram seus produtos e serviços ao público presente: síndicos, zeladores, administradores e profissionais da área. Todos puderam se entreter também com o show do mágico Ricardo Madureira, na abertura oficial do encontro.

A superintendente do Comitê Brasileiro de Têxteis e do Vestuário da Associação Brasileira das Normas Técnicas (ABNT), Maria Adelina Pereira, ensina que para cada atividade exercida pelos funcionários dos condomínios, é necessário um tipo específico de desenho. Segundo ela, existem diferentes necessidades de bolsos, colocação ou não de cintos, reforços nos joelhos em caso de trabalho com jardinagem, entre outros.

Quando o assunto é o uso de uniformes pelos trabalhadores do condomínio, Maria Adelina Pereira, superintendente do Comitê Brasileiro de Têxteis e do Vestuário da Associação Brasileira das Normas Técnicas (ABNT), observa inúmeros benefícios. “O principal é a identificação visual de quem é ou não funcionário do edifício. Isso representa segurança aos condôminos. E também provê os funcionários de roupas adequadas tanto esteticamente quanto em termos de postura profissional ao se vestirem”, destaca a especialista.

O síndico ou gestor condominial, antes de realizar mudanças na guarita, deve detalhar um projeto em que serão analisados os pontos fracos da edificação, conforme orienta Oswaldo Oggiam, diretor de marketing da Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança (Abese). Dessa forma, antes de buscar um fornecedor de produtos e equipamentos, precisa estar ciente das necessidades específicas do local. É importante ainda, segundo Oswaldo, assegurar com o futuro fornecedor um contrato com manutenção de 24 horas. Além disso, entrar em contato com prédios que adquiriram os produtos desejados pode ajudar a investir em um sistema de qualidade”, complementa o diretor.

Os constantes ataques a condomínios podem ser minimizados com investimento e organização, iniciando-se pela adequação das guaritas aos riscos cada vez maiores de arrastões. Isso significa, entre outros, adequá-las com modernos recursos eletrônicos; proteger os porteiros com a chamada clausura dos acessos de pedestres e veículos; dotá-las de ar-condicionado e até mesmo gerador próprio; e providenciar a blindagem de toda a sua estrutura.

Oferecer um ambiente seguro e moderno à prática desportiva nas academias tornou-se mais uma das responsabilidades incorporadas pelos síndicos na sociedade atual. E um revestimento adequado faz toda diferença na área de fitness, porque ajuda a evitar acidentes e manutenções desnecessárias. Segundo o personal trainer Daniel Leite, quando o piso da academia não é apropriado às atividades físicas, o usuário corre o risco de sofrer lesões nas articulações, comprometendo seu conforto, desempenho e mesmo a saúde.

Escolha de materiais modernos e funcionais não dispensa o condomínio de providenciar limpeza periódica e correta dessas estruturas.

Espaços mal dimensionados ou pouco aproveitados, com problemas de infiltração, iluminação inadequada, além de pisos e pinturas desgastadas, transformam as garagens dos condomínios em vitrine negativa desses empreendimentos.