E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Um dos mais conhecidos símbolos da cidade de São Paulo, projetado na década de 50 pelo mais destacado arquiteto brasileiro, Oscar Niemeyer, o edifício Copan tem tudo para ser um modelo de prevenção contra incêndio. Mas, embora siga rigorosamente todas as normas de segurança, o prédio está sem o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB) desde 2008.

O mercado brasileiro oferece equipamentos de combate a incêndio bem mais eficientes que os instalados hoje em grande parte das edificações. É o caso do esguicho regulável para mangueiras de hidrantes, tornados obrigatórios aos prédios novos através da IT 22, Instrução Técnica baixada pelo Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo em 2011.

O Decreto Federal 5.296/2004, que regulamenta as leis 10.048/2000 e 10.098/2000, determina que todo espaço de uso público, incluindo condomínios privados, seja acessível a qualquer pessoa. Alguns fabricantes de playground começam a seguir essa determinação, oferecendo ao mercado brinquedos que atendam ao chamado desenho universal. É o caso, por exemplo, de um modelo de balanço que adquiriu a forma de concha, com barras laterais para apoio. Ou de balanços que tenham amparo para a coluna cervical.

Os playgrounds já se tornaram um equipamento indispensável em qualquer condomínio familiar. A razão é que os brinquedos são importantes ao desenvolvimento físico e mental da criança, por isso, além de divertidos, eles precisam oferecer segurança.

Empreendimento novo e com cinco torres, o Condomínio Jardins de Tamboré, localizado em Santana de Parnaíba, Grande São Paulo, enfrentou um problema bastante comum hoje. Assim que começaram a se mudar, as unidades localizadas em uma face mais suscetível a ventos fortes, e invasão da água da chuva, não tinham outra opção senão providenciar o fechamento da sacada gourmet. Por isso, os condôminos procuraram a construtora logo que receberam as chaves, em 2009. E ela analisou o cálculo estrutural da obra e constatou que o fechamento era possível, mas com ressalvas: o material não poderia ser muito pesado, uma vez que a laje foi construída sem apoio em colunas.

Espaços cada vez mais utilizados pelos condôminos, as academias de ginástica exigem cuidados importantes para que se possa usufruir plenamente dos benefícios físicos, observa Givanildo Holanda Matias, personal trainer e empresário da área de fitness. Ele atende a mais de 50 condomínios em quatro cidades brasileiras. O especialista refere-se à atenção na compra de equipamentos, na sua instalação e nas regras de funcionamento da academia.

Sistemas eletrônicos de segurança são cada vez mais comuns nos condomínios, residências, empresas, veículos e até nas ruas. A Abese (Associação Brasileira das Empresas de Segurança Eletrônica) estima que haja no País cerca de 710 mil imóveis monitorados por sistemas eletrônicos. O diretor de comunicação da entidade, Rogério Reis, afirma que pelo menos onze mil empresas atuam no segmento. Elas fabricam e instalam conjuntos de alarmes, sensores, circuitos fechados de TV, controles de acesso, portas e portões automáticos, detectores de metais e explosivos, dispositivos de identificação por biometria e de rastreamento de veículos e pessoas, entre outros. São diversos modelos e marcas, que Rogério Reis divide em quatro categorias:

Em geral, as centrais de interfones e os próprios aparelhos apresentam longa vida útil, que pode ser comprometida apenas pelo desgaste do uso. O mesmo acontece com os radiocomunicadores

As infiltrações são uma das principais fontes de dor de cabeça aos condomínios. Suas manchas costumam mostrar só o lugar onde elas terminam, raramente onde começam. Elas revelam também falhas na manutenção preventiva, que se bem feita, pode esticar a vida útil da impermeabilização.

Grandes ameaças aos condomínios, ratos, baratas, cupins, mosquitos, formigas, moscas, pombos, percevejos e escorpiões são nocivos à saúde e ao patrimônio. Eles estão entre os mais comuns dos animais sinantrópicos, que convivem com o homem.

EVITE EXPLODIR ORÇAMENTO E A PACIÊNCIA

Falta d’água é, sem dúvida, um grande transtorno. Por isso, garanta que os sistemas de bombeamento recebam atenção na parte hidráulica e nos comandos elétricos.