Impermeabilização em condomínio e seus sistemas

Escrito por

Impermeabilização é um conjunto de operações e técnicas construtivas (serviços), composto por uma ou mais camadas, que tem por finalidade proteger as construções contra a ação deletéria de fluidos, de vapores e da umidade (ABNT, NBR 9575, 2010).

Manta de impermeabilização

 

Classificação dos sistemas de impermeabilização

São classificados quanto à flexibilidade em:

• Sistemas rígidos: não suportam nenhuma movimentação da estrutura, por isso são utilizados em estruturas não sujeitas à fissuração ou grandes deformações. Áreas onde se utilizam estes sistemas: subsolos, poços de elevador, reservatório de água inferior enterrado, piscinas e caixas de água de concreto enterrados, galerias de barragens, galerias enterradas, silos e moegas;

• Sistemas flexíveis: possuem a capacidade de se alongar em função da exigência estrutural, podem absorver fissuração desde que adequadamente especificados. Áreas onde se utilizam estes sistemas: terraços, lajes em geral (maciças, mistas ou pré-moldada), reservatório de água superior, piscinas e caixas de água suspensas e apoiadas, varandas e terraços, espelhos de água, calhas de grandes dimensões, jardineiras e floreiras, pisos frios (banheiros, cozinhas e áreas de serviço). São classificados quanto ao tipo de impermeabilização em:

• Cimentícios: Argamassa com aditivo impermeabilizante, argamassa modificada com polímero, argamassa polimérica e cimento modificado com polímero.

• Asfálticos: Membrana de asfalto modificado sem adição de polímeros, membrana de asfáltico elastomérico, membrana de emulsão asfáltica, membrana de asfalto elastomérico em solução, manta asfáltica.

• Poliméricos: Membrana de poliuretano, membrana de poliuréia, membrana de poliuretano modificado com asfalto, membrana de polímero acrílico com ou sem cimento, membrana acrílica para impermeabilização, membrana epoxídica, manta de acetato de etilvinila (EVA), manta de policloreto de vinila (PVC), manta de polietileno de alta densidade (PEAD), manta de EPDM.

Qual a melhor solução?

Não existe uma melhor solução. O que existe é todo o conjunto, onde se contrata um bom projeto de impermeabilização, e assim materiais normalizados e de qualidade com uma mão de obra criteriosa e competente. Desta forma temos um conjunto ou um tripé que pode ser assim chamado e este é o melhor caminho para o sucesso. Para que tenhamos sucesso com este tripé (projeto, fabricação e aplicação) o IBI Instituto Brasileiro de Impermeabilização possui em seu quadro associativo empresas credenciadas para tal (https://ibibrasil.org.br/ empresas-associadas/).

De nada adianta ter um produto super bom se a mão de obra for péssima ou vice versa. Por isso insisto que o projetista irá indicar A MELHOR SOLUÇÃO PARA AQUELE TIPO DE OBRA QUE VOCÊ APRESENTA.

José Miguel Morgado

Graduado em Engenharia Civil pela FAAP - Fundação Armando Alvares Penteado, SP, em 1980, com MBA do Varejo de Material de construção – FAAP e Negócios e Inovação pela Barry University e University of Nevada – Estados Unidos. Atualmente é Diretor Executivo do IBI Instituto Brasileiro de Impermeabilização e consultor na empresa Morgado Consultoria

Mais informações: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.


Matéria publicada na edição - 277 - abr/2022 da Revista Direcional Condomínios

Não reproduza o conteúdo sem autorização do Grupo Direcional. Este site está protegido pela Lei de Direitos Autorais. (Lei 9610 de 19/02/1998), sua reprodução total ou parcial é proibida nos termos da Lei.


logo Instagram

Siga a Direcional Condomínios no Instagram

logo Instagram
logo Instagram
logo Instagram

Anuncie na Direcional Condomínios

Anuncie na Direcional Condomínios