Condomínio precisa de um líder assertivo

Escrito por

A síndica profissional Nilvea Ito Ricardo Alcalai, que possui ampla experiência em cargos de liderança na área corporativa, afirma que esta é uma condição que pode ser construída por uma pessoa, no entanto, algumas habilidades são indispensáveis a isso: “Integridade, capacidade interpessoal para saber lidar com o outro e carisma”. “Senão, o indivíduo poderá ser um líder negativo e não assertivo”, pondera Nilvea.

“O líder de antigamente se impunha pelo poder e isso não funciona mais. É preciso ser um líder participativo, carismático, com autoconfiança e estabilidade emocional. Caso contrário, a pessoa irá espanar e perder a razão ao ser pressionada. O ano de 2020 foi a prova de fogo disso, porque a pandemia deixou todos mais estressados”, analisa.

De outro modo, mesmo que uma pessoa tenha aptidão para se tornar um líder, o preparo e o conhecimento entram como ingredientes fundamentais nessa trajetória, reforça Nilvea. É o caso, por exemplo, de conhecer e empregar “ferramentas básicas de qualidade na gestão, como padronização, gerenciamento da rotina e o programa ‘5S’, que ajudam a planejar o dia a dia do condomínio”. Na verdade, "o líder assertivo é carismático, participativo, consegue trabalhar em equipe e fazer com que ela atinja resultados de forma proativa, onde as pessoas tomam iniciativas, trazem sugestões e trabalham satisfeitas", finaliza a gestora.


Matéria publicada na edição - 263 - jan/2021 da Revista Direcional Condomínios

Não reproduza o conteúdo sem autorização do Grupo Direcional. Este site está protegido pela Lei de Direitos Autorais. (Lei 9610 de 19/02/1998), sua reprodução total ou parcial é proibida nos termos da Lei.



Anuncie na Direcional Condomínios

Anuncie na Direcional Condomínios