Síndico se apoia em vistoria para fazer cotação de obra de fachada

Escrito por 

O Condomínio Edifício Fernão Dias se prepara para duas obras que irão mudar seu conceito no entorno: O retrofit da frente do prédio, com substituição do gradil por muro de vidro, além do reposicionamento da eclusa e guarita; e a pintura da fachada.

Síndico Luiz Leitão da Cunha

Síndico Luiz Leitão da Cunha e detalhe da fachada com marcas visíveis de infiltração, umidade e trincas

O síndico profissional Luiz Leitão da Cunha já aprovou a primeira obra em assembleia e está em processo de contratação do serviço; já para a fachada, providenciou uma vistoria no ano passado, realizada gratuitamente por um fabricante de tintas. Com base no relatório expedido pelos técnicos, realiza o levantamento dos custos.

Síndico no local desde 2016, Luiz Leitão tem feito investimentos sistemáticos na recuperação e/ou modernização do Fernão Dias, a exemplo do retrofit do hall social em 2017, da reforma no sistema hidráulico, da regularização do AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros), do tratamento do piso granilite da escadaria, e da recente aquisição de um gerador. Antes disso, promoveu a recuperação financeira do prédio de dois blocos e 60 unidades residenciais e sete lojas comerciais, localizado no bairro de Cerqueira César, em São Paulo. Inseriu ainda o condomínio no Programa Vizinhança Solidária.

A fachada será a etapa de coroamento das melhorias. Implantado em 1971, o edifício possui, segundo a vistoria, 1.800 metros quadrados de superfície a ser recuperada, já que apresenta “alvenaria externa com pintura e textura desgastada, com descascamento, fuligem, fissuras, trincas e proliferação de fungos, algas calcinadas, mofo e infiltração de umidade”.

É uma lista extensa, que ganhou corpo em um intervalo de dez anos sem obras de recuperação e/ou pintura. Mas antes que pudesse pensar em realizar o serviço, o síndico se deparou com situações mais urgentes (caso do AVCB e da hidráulica) ou com as prioridades dos condôminos. Agora com o relatório de vistoria em mãos, Luiz Leitão destaca que foi possível “entender a real necessidade” do sistema. Ou seja, o texto lhe deu parâmetros dos serviços a serem cotados, viabilizando a equalização das propostas.

Segundo o relatório, antes que se trabalhe as etapas diretamente relacionadas à pintura, o prestador de serviços deverá:

- Raspar e lixar a superfície para a remoção das algas. “Mas, como os fungos utilizam as algas como substrato (manchas escuras), será preciso verificar o nível de impregnação da superfície. Se já estiverem nas camadas inferiores do acabamento, uma lavagem superficial não os removerá totalmente - essa mesma verificação deve ser feita para as partes onde ocorre apenas a incidência de mofo. Caso o mofo não seja apenas superficial, será necessária a remoção do reboco (ou o revestimento lá aplicado), refazendo-o em seguida”;

- Aguardar o tempo mínimo de cura nessas áreas com reconstituição da argamassa de 30 dias pelo menos;

- Tratar as trincas e fissuras (atendendo-se a procedimentos técnicos adequados, além da aplicação de soluções apropriadas – fundo preparador e uma mistura de impermeabilizante com areia fina, seca e limpa);

- Restaurar com argamassa partes onde houver descascamento e reboco desagregado;

- “Após a finalização de todos os reparos e lixamento, efetuar a correção das áreas com a textura de acordo com o acabamento já aplicado, nivelando e uniformizando-a” (mesmo assim poderá haver diferenças de relevo na superfície, alerta o relatório);

- Combater as origens de infiltração; e,

- “Deixar secar as superfícies antes de iniciar o processo de preparação e pintura”.

Na sequência, virão as etapas de aplicação do fundo preparador de paredes (base água), do selador impermeabilizante (para proteger contra o sol e a chuva) e da tinta (“acrílica total”), a qual também deverá atender a especificações, como a necessidade de estar homogênea antes de seu uso.


Matéria publicada na edição - 245 - maio/2019 da Revista Direcional Condomínios

Não reproduza o conteúdo sem autorização do Grupo Direcional. Este site está protegido pela Lei de Direitos Autorais. (Lei 9610 de 19/02/1998), sua reprodução total ou parcial é proibida nos termos da Lei.