3º Encontro de Síndicos da Direcional: Desafios à gestão segura do condomínio

Escrito por 

A Direcional Condomínios reuniu especialistas, síndicos e gestores prediais no último dia 6 de outubro, em São Paulo, Capital, com o objetivo de falar das implicações envolvidas na manutenção e segurança das edificações.

Sob o tema “O Síndico e a gestão segura do condomínio”, as palestras abordaram os riscos construtivos das estruturas e instalações; as responsabilidades legais do gestor e a necessidade de mediação dessas obrigações junto aos condôminos, em meio às suas expectativas, dúvidas e ansiedades; além do exercício da liderança pelos síndicos de forma que consigam cumprir com o planejamento das obras e serviços.

São assuntos interligados, que se relacionam a especialidades distintas, por isso, neste 3º Encontro de Síndicos, a revista programou as palestras do engenheiro civil Marcus Vinícius Fernandes Grossi; do advogado Cristiano De Souza Oliveira; da psicóloga e coaching Adriana Ugoski Bandeira; e da Profa. Rosely Benevides de Oliveira Schwartz.

O evento da Direcional antecipou as comemorações pelo Dia do Síndico, celebrado em 30 de novembro. No encontro do dia 06/10, realizado em auditório do Espaço Hakka, no bairro da Liberdade, esses gestores tiveram um bom momento de networking e acesso a informações e reflexões importantes para o exercício da função. A homenagem da revista só foi possível pelo patrocínio da Creditcon (Solução da inadimplência condominial), Elevartel (Elevadores), Júpiter Desentupidora (& Controle de Pragas), Prevente Engenharia (Inspeções, Laudos e Acompanhamento de obras) e da Vertical Pinturas (Conservação, Recuperação e Modernização de fachadas). Ao final do encontro, houve sorteio de presentes aos síndicos, ofertados pelos patrocinadores, e de um livro de autoria da Profa. Rosely Schwartz. O 3º Encontro dos Síndicos teve ainda coffee-break e lembrancinha da Direcional.

“Edifícios avisam antes de colapsar. (...) É preciso gestão da manutenção”

O tema geral do 3º Encontro de Síndicos da Direcional em 2018 focou a “Gestão Segura” das edificações por causa dos acidentes que têm sido registrados nos últimos 20 anos no Brasil. Muitos tiveram desfecho tráfico, com desabamento parcial ou total, desde o Edifício Palace II, no Rio de Janeiro, em 1998, ao Wilton Paes de Almeida, em São Paulo, em maio deste ano. Segundo o engenheiro civil Marcus Vinícius Fernandes Grossi, que abriu as palestras, “os edifícios avisam antes de colapsar” e as razões podem estar associadas a erros de projeto, de execução, a intervenções ou reformas sem acompanhamento e a anos de omissão ou negligência na manutenção.

Falando sobre “Riscos construtivos nas edificações, onde moram os perigos?”, Marcus Grossi disse que a queda de elementos da fachada já “sinaliza falta de manutenção” e algum nível de perigo, assim como ferragens oxidadas nas estruturas. “É preciso que os síndicos tenham consciência sobre sua responsabilidade na gestão da manutenção e que os moradores, principalmente das edificações mais antigas, saibam que devem guardar dinheiro para fazer um restauro futuro. Sem manutenção, a vida útil de 50 anos de um prédio é reduzida e o custo do restauro se torna mais elevado que o da manutenção.” Marcus reforçou também a obrigação de os síndicos providenciarem a “conservação e a guarda das partes comuns e zelar pela prestação de serviços que interessem aos possuidores”, conforme determina o Art. 1.448, Inciso V, do Código Civil Brasileiro (Lei Federal 10.406/2002).

O especialista apresentou um painel sobre gestão de riscos, inspeção predial, a necessidade de os síndicos acompanharem as reformas internas nos apartamentos e as instalações mais vulneráveis dos prédios, como fundações, armaduras, os revestimentos, o SPDA (Sistema de Proteção de Descargas Atmosféricas), e os equipamentos da rede elétrica e de gás. Ele destacou as principais normas da ABNT que servem de apoio aos especialistas e gestores e, dentro do ciclo de vida das edificações, ressaltou a durabilidade mínima que deve estar assegurada em cada sistema (estrutura, pisos, vedações, cobertura, instalações hidrossanitárias etc.). Marcus Grossi é pós-graduado em Tecnologia em Construção de Edifícios e em Excelência Construtiva e Anomalias, entre outros.

Segurança nas posturas do síndico

3º Encontro de Síndicos da Direcional

Na sequência, os palestrantes estabeleceram o contato da plateia com características do comportamento humano, da liderança e de situações de conflito que interferem no sucesso ou insucesso da gestão. O advogado Cristiano De Souza Oliveira abordou as “Posturas que evitam conflitos”, lembrando que os condôminos, ao elegerem um síndico, estão confiantes de que sob este líder terão resguardado seu “bem maior”, ou seja, o imóvel e a edificação. “Cabe a este líder escolhido desenvolver o sentimento de pertencimento à coletividade, de maneira que todos ajam pela valorização do patrimônio.” Em comparação, observou Cristiano, se a falta de manutenção pode levar ao colapso do prédio, a ausência da liderança gera problemas de comportamento, resistência à coletividade e conflitos.

3º Encontro de Síndicos da Direcional

Já a psicóloga e coaching Adriana Ugoski Bandeira aprofundou as variáveis do “Comportamento humano e os desafios à liderança do síndico”. “Ao elevar a compreensão deste comportamento, o síndico pode melhorar e aperfeiçoar a gestão do condomínio”, disse. Especialista em gerenciamento de riscos, Adriana repassou os impactos dos lados emocional e racional nas atitudes que o gestor recebe e/ou mobiliza, a capacidade de adaptação (resiliência) a situações inesperadas e como evitar estresse e conflitos, entre muitos outros.

3º Encontro de Síndicos da Direcional

Finalizando o encontro, a Profa. Rosely Schwartz mostrou como “Colocar a liderança em prática” através dos atributos e habilidades pessoais. Entre os atributos necessários ao síndico, a professora pontuou a integridade, a ética, o comprometimento, a autoconfiança, a ambição e energia, bem como o desejo de liderar. “O síndico precisa assumir a posição e demonstrar esse comprometimento através da comunicação adequada (ouvindo com respeito), da prestação de contas detalhada e da transparência.” Rosely é autora do livro “Revolucionando o condomínio” (Saraiva, 15ª edição), administradora e contabilista, e pioneira nos cursos de administração na área e de formação de síndicos.

Patrocinadores do 3º Encontro de Síndicos da Direcional

Cinco empresas tiveram oportunidade de apresentar seus serviços, além de tirar dúvidas dos presentes, durante a realização do evento em homenagem aos síndicos. Além de atendê-los em espaço próprio durante a recepção e o coffee-break, os patrocinadores destacaram seus diferenciais através de breve apresentação no auditório.

3º Encontro de Síndicos da Direcional

- ELEVARTEL (Elevadores) – representada por Gilberto Queiroz, Luiz Patti e Vanessa Vila Nova


3º Encontro de Síndicos da Direcional

- CREDITCON (Solução da inadimplência condominial) – representada por Hadan Palasthy


3º Encontro de Síndicos da Direcional

- PREVENTE ENGENHARIA (Inspeções, Laudos e Acompanhamento de obras) – representada pelo Eng. Claudio Eduardo Alves da Silva e Gilson Carlos Ferreira


3º Encontro de Síndicos da Direcional

- JÚPITER DESENTUPIDORA (& Controle de Pragas) – representada por Anderson Aparecido e Jaqueline Kobasew


3º Encontro de Síndicos da Direcional

- VERTICAL PINTURAS (Conservação, Recuperação e Modernização de fachadas) – representada por Flavio da Silva, Emerson Gabriel, Fabiana da Silva, Juliana da Silva e José Lima


 

Fotos Almir Almeida e Heloísa Yukie Mastrocola


Matéria publicada na edição - 240 - nov-dez/18 da Revista Direcional Condomínios

Não reproduza o conteúdo sem autorização do Grupo Direcional. Este site está protegido pela Lei de Direitos Autorais. (Lei 9610 de 19/02/1998), sua reprodução total ou parcial é proibida nos termos da Lei.