Brinquedoteca: Regras de uso & segurança segundo o Ibape-SP

Escrito por 

De acordo com uma cartilha produzida pelo Ibape- SP (Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias de Engenharia de São Paulo), os “ambientes destinados à recreação infantil e juvenil podem (ou não) serem divididos e dimensionados em função da faixa etária”.

Ainda, os brinquedos e equipamentos podem ser fixos e/ou móveis. O que fará diferença para a segurança será o tipo de uso a ser feito do espaço, bem como sua conservação. Aos gestores e usuários, a entidade recomenda observar regularmente:

- A existência de elementos que possam gerar impactos;

- Se as tomadas baixas estão protegidas;

- A existência de quinas vivas em paredes e mobiliários;

- A existência de brinquedos não normatizados pela ABNT à disposição das crianças;

- Utilização de luminárias, arandelas ou lâmpadas que dificultem que pequenos objetos fiquem presos, se lançados pelas crianças;

- Quanto ao piso, verificar a integridade do piso emborrachado e, na ausência, recomenda-se a proteção de piso cerâmico e dos carpetes;

- Se há um peitoril mínimo de 1,20 m (interno) em esquadrias; e,

- A existência de tela de proteção nas janelas, mesmo no pavimento térreo.

Quanto à utilização, o Ibape-SP recomenda que:

- As crianças estejam supervisionadas por um responsável;

- Em caso de brinquedos danificados ou em manutenção, é importante isolar o equipamento, impedindo sua utilização, o que evita acidentes.

Brinquedoteca
Brinquedoteca
Fotos Rosali Figueiredo

Matéria publicada na edição - 238 - setembro/2018 da Revista Direcional Condomínios

Não reproduza o conteúdo sem autorização do Grupo Direcional. Este site está protegido pela Lei de Direitos Autorais. (Lei 9610 de 19/02/1998), sua reprodução total ou parcial é proibida nos termos da Lei.