Assessoria esportiva no condomínio: Serviços & Contratos

Escrito por 

Os condomínios encorparam sua infraestrutura e ganharam conotação de ambiente social e de clube de lazer mesclado à moradia. Precisam agora justificar e ocupar bem esses novos espaços, recorrendo ao apoio de serviços como as assessorias esportivas.

Assessoria esportiva no condomínio

O síndico Márcio Quaiato Perez: Atividades esportivas e festivas têm contribuído para a integração dos moradores

Um dos primeiros condomínios- clube da região da Mooca, o Piazza Dello Sport demorou algum tempo até conseguir estruturar um programa permanente de atividades esportivas, recreativas e festivas. Mas, quando decidiu que passara a hora de aproveitar melhor seus espaços, procurou organizar e fundamentar os serviços com base em dados estatísticos e pesquisa entre os moradores. Criou um Grupo de Trabalho (GT) de Esportes e Lazer com vinte moradores, entre outros que dão suporte à gestão do síndico Márcio Quaiato Perez. Empresário da área de tecnologia, ele assumiu o mandato em outubro do ano passado.

Na sequência, Márcio desencadeou o processo para contratar uma empresa de assessoria esportiva. A organização do GT permitiu ao gestor conhecer a experiência de outros residenciais da região, montar um escopo do que seriam as atividades regulares, bem como dos eventos extras, fazer cotações entre as concorrentes e selecionar três delas para apresentarem suas propostas em assembleia. A assessoria foi aprovada com o voto favorável de 94% dos presentes, que definiram ainda que ela seria rateada (por um pequeno valor mensal) por cada uma das 316 unidades A vencedora atendeu aos requisitos estabelecidos pelo síndico e o GT: maior tempo de mercado; número suficiente de profissionais para atender a eventuais faltas de professores; e melhor relação custo e benefício no comparativo entre valores cobrados e horas ofertadas. Ela ofereceu também uma “semana de degustação” grátis para os moradores.

O QUE FAZ A ASSESSORIA ESPORTIVA?

A empresa de assessoria esportiva atua como um prestador de serviços que deve organizar e disponibilizar profissionais habilitados para orientar práticas em equipe (como vôlei, futebol, basquete e handebol) e individuais e/ou coletivas: ginástica, hidroginástica, treinamento funcional, condicionamento físico, musculação, Muay thai, natação, pilates, dança, ioga, zumba, circo etc. Nesse cardápio entram ainda a recreação infantil (para os pequeninos) e eventos como Festa Junina, Festa do Havaí, Dia das Crianças, Halloween, Natal, corridas externas ao condomínio, gincanas e campeonatos, entre muitos outros.

No Piazza Dello Sport, o cronograma regular das atividades esportivas acontece de segunda a sexta-feira, entre 7h e 22h, e atende a todas as faixas etárias. Para definir as necessidades e expectativas dos condôminos, o síndico orientou a aplicação de uma pesquisa demográfica, que apurou no local uma população de 1007 moradores, 71% dos quais na faixa etária dos 14 aos 65 anos (são 55% até os 50 anos). Porém, há atividades programadas para todos: Crianças, jovens, adultos e 3ª idade. Mesmo com pouco o tempo da experiência - quatro meses agora em setembro, o síndico já percebe um “impacto positivo na socialização, integração e convivência entre as pessoas, o que seguramente irá valorizar o condomínio”.

O cronograma é refeito todo mês e novas modalidades podem ser introduzidas conforme a demanda, caso da dança de salão, que passou a ser ofertada em agosto. O próprio Márcio Perez usufrui das aulas de natação e faz questão de acompanhar, mensalmente, um balanço com o número de participantes em cada aula, controle feito pela assessoria esportiva. Segundo ele, a adesão e repercussão têm sido “fantásticas”; formaram-se grupos de moradores em redes sociais, que acabam confraternizando e comemorando entre eles algumas datas festivas, a exemplo da turma da zumba, que promoveu uma festa junina própria. Mediante o sucesso da iniciativa, Márcio Perez afirma que a previsão orçamentária de 2019 deverá incluir a assessoria esportiva como despesa ordinária.

Assessoria esportiva no condomínio

OLIMPÍADAS NO CONDOMÍNIO – As moradoras Gabriela Dutra, Jacqueline Silva e Renata Righetti (Na foto, da esq. p/ a dir.) compõem duas comissões que ajudam a organizar as atividades esportivas (Renata) e os eventos festivos (Gabriela e Jacqueline) do Central Park Mooca, em São Paulo. Amplo condomínio-clube, com nove prédios e 564 apartamentos, o Central Park dispõe do suporte de uma assessoria esportiva. O empreendimento tem cerca de 45 mil m2 de área e possui um lago central e minicampo de golfe. A programação é original, pois inclui, além do cardápio convencional desse tipo de serviço, torneios e corridas. O destaque fica por conta das olimpíadas realizadas entre maio e junho passado, com cerimônias de abertura (apresentada pelos alunos da dança) e encerramento. Competições de corridas (a partir dos 4 anos), futebol, vôlei, tênis, tênis de mesa, xadrez, truco e natação mobilizaram os moradores aos domingos pela manhã. Por envolver custos extras (para compra dos troféus, medalhas e contratação de árbitros federados), o condomínio cobrou uma pequena taxa de inscrição dos participantes. Quanto à assessoria esportiva, este tipo de serviço está presente no condomínio desde a sua implantação, pois integrada ao conceito de clube. O custo do contrato, assim como a verba dos eventos, compõe a previsão orçamentária anual.


Matéria publicada na edição - 238 - setembro/2018 da Revista Direcional Condomínios

Não reproduza o conteúdo sem autorização do Grupo Direcional. Este site está protegido pela Lei de Direitos Autorais. (Lei 9610 de 19/02/1998), sua reprodução total ou parcial é proibida nos termos da Lei.