Condomínios estão atentos às normas de segurança para playgrounds

Escrito por 

Uma análise do Eng. Civil Marcus Vinícius Fernandes Grossi

Piso em grama natural requer manutenção constante

O engenheiro civil Marcus Vinícius Fernandes Grossi desenvolveu um artigo, exclusivo para o site da revista Direcional Condomínios, relatando que tem encontrado problemas de segurança na instalação, projeto e uso de materiais nos playgrounds dos edifícios residenciais

Em termos de piso, o engenheiro ressalta que se deve instalar materiais não abrasivos, “sem irregularidades excessivas e, principalmente, absorvedores de impacto de acordo com a faixa etária de uso e possível altura de queda dos brinquedos, conforme a ABNT NBR 16.071-2”.

Dois exemplos são apresentados pelo especialista:

- Grama sintética: Ele encontrou material instalado de forma equivocada sobre piso de concreto, “não servindo como absorvedor de impacto”;

- Grama natural: Em um dos condomínios que vistoriou, Marcus Gorssi observou uma área com grama natural em especificação que só atenuaria impacto para quedas inferiores a um metro. Outra inadequação estava na proximidade da grama e do brinquedo a uma borda feita com piso intertravado de concreto.

“Nesses casos, deve-se substituir o piso por algum dos listados na Tabela 1 (abaixo), tendo atenção à coluna de ‘altura máxima de queda’, que deve ser medida do ponto mais alto onde se possa pisar dos equipamentos de recreação. Para pisos de borracha, é necessária a realização de ensaio, conforme a ABNT NBR 16.071-3. No relatório de ensaio aparece descrito para qual altura de queda o piso irá absorver o impacto de maneira segura.”

Tabela 1: Materiais atenuadores de impacto usados versus alturas críticas de queda

a) Materiais preparados propriamente para uso em playgrounds.

b) Sem partículas de lama ou argila.

c) Acrescer 20cm de material solto.

O engenheiro chama atenção “também para os playgrounds com pisos de casca, lascas de madeira, areia e cascalho, pois segundo a Tabela 1, precisam ter uma profundidade mínima para garantir a absorção”. Ele destaca um exemplo em que “foi colocado menos de 5cm de areia sobre laje de concreto, em desacordo com a ABNT NBR 16.071-2, que exige no mínimo 50cm (30cm compacto + 20cm solto)”. “Ainda para pisos de areia e cascalho, especial atenção deve ser dada para a presença de lama e argila, segundo a Tabela 1”, aponta. Esses materiais exigem reforço na manutenção, pois são [lama e argila] “fontes potenciais de agentes contaminantes e transmissores de doenças, uma vez que podem ser usados por animais para deposição de dejetos”. A norma ABNT NBR 16.071-5 destaca os riscos de toxicidade; já a resolução 420/2009 do Conama (Conselho Nacional do Meio Ambiente) dispõe “sobre os critérios e valores orientadores de qualidade do solo quanto à presença de 80 substâncias em decorrência de atividades antrópicas”.

Para pisos de borracha, as arquitetas Camila Rentes e Patrícia Contini indicam de maneira resumida, com base na ABNT NBR 16.071, a Tabela 2 a seguir.

Tabela 2 – Relação entre altura e espessura para pisos com borracha

Obstáculos e ausência de acessibilidade

O artigo do engenheiro Marcus Grossi destaca ainda a falta de acessibilidade nas áreas de playground (com excesso de degraus e desníveis), bem como a presença de obstáculos muito próximos dos brinquedos, gerando riscos às crianças. Ainda, a ABNT NBR 16.071-5 diz que "deve ser instalado um cercamento da área de lazer do playground quando existirem riscos em seu entorno, como ruas, taludes, animais etc. Esta barreira não pode impedir a observação por parte dos responsáveis. Se forem utilizadas cercas como barreiras, elas devem atender à legislação vigente", destaca o especialista.

“Outro erro bastante comum nos playgrounds é a incorreta locação dos brinquedos”, completa, lembrando que deverá ser respeitada uma distância mínima entre os brinquedos conforme sua altura de queda prevista.

Matéria publicada na edição - 228 - outubro/2017 da Revista Direcional Condomínios

Não reproduza o conteúdo sem autorização do Grupo Direcional. Este site está protegido pela Lei de Direitos Autorais. (Lei 9610 de 19/02/1998), sua reprodução total ou parcial é proibida nos termos da Lei.