Entidades lançam campanha “Quero meu parquinho seguro”

Escrito por 

A ONG Criança Segura e o Portal Papo de Mãe lançaram no meio deste ano a campanha “Quero meu parquinho seguro”.

Dados do Ministério da Saúde divulgados pelas entidades indicam que, desde 2008, quase quatro mil crianças (até 14 anos) foram internadas no SUS (Sistema Único de Saúde) devido a quedas ocorridas em parquinhos (com 18 casos fatais no período entre 2008 e 2013). Elas defendem que o Brasil torne compulsória a aplicação da ABNT NBR 16071/2012 na fabricação de equipamentos, projetos, instalação e manutenção dos playgrounds.

Já o Ministério Público Federal em São Paulo entrou com ação judicial para que o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) passe a exigir a norma na “fabricação de equipamentos e brinquedos voltados à recreação infantil, como parques e playgrounds, instalados em escolas, condomínios e restaurantes”. Em maio passado a Justiça Federal negou os pedidos do MPF, o qual, no entanto, recorreu e aguarda a decisão do Tribunal Regional Federal da 3ª Região.

A seguir, a ONG Criança Segura e o Portal Papo de Mãe sugerem aos gestores e responsáveis pelas crianças uma inspeção rotineira de segurança nessas áreas de recreação:

– Certifique-se que as estruturas não apresentem trincas, deformação, afrouxamento ou rompimento;

– Observe eventuais falhas no acabamento (falta de revestimento, ferrugem, corrosão, lascas etc.);

– Verifique se, entre os componentes, faltam peças ou se estão deformadas, rompidas, com ganchos gastos ou abertos;

– Examine as quinas dos brinquedos, pois protuberâncias, pontas agudas ou cantos afiados podem machucar as crianças;

– Certifique-se que as barras, corrimãos ou barreiras não estejam vergados, rompidos ou afrouxados;

– Analise se as partes móveis estão com rolamentos gastos, se falta lubrificação ou há emperramento ou barulho excessivo;

– Certifique-se que os pisos, degraus e apoios de pé não tenham partes faltando, quebradas ou com falta de superfície antiderrapante;

– Observe se os assentos dos balanços estão danificados ou com peças sem firmeza; e,

– Verifique se bueiros, buracos e canais próximos ao local do parquinho se encontram devidamente bloqueados.

Placa orienta uso do playground no Condomínio Torres do Taboão

Matéria publicada na edição - 227 de setembro/2017 da Revista Direcional Condomínios

Não reproduza o conteúdo sem autorização do Grupo Direcional. Este site está protegido pela Lei de Direitos Autorais. (Lei 9610 de 19/02/1998), sua reprodução total ou parcial é proibida nos termos da Lei.