Pegou fogo em algum objeto dentro de casa, e agora?

Escrito por 

A opção mais indicada é o uso do extintor de incêndio. Ele salva vidas e patrimônios, mas é preciso saber utilizá-lo, segundo orienta Associação.

A maioria das pessoas acha que algumas situações, incidentes ou acidentes acontecem somente na casa do vizinho. Mas a verdade é que o perigo está em todo lugar, principalmente, quando o assunto é incêndio.

Imaginem o seguinte cenário. Acabou a energia elétrica. O que fazer? Boa parte da população recorre à aquela velinha guardada lá no fundo gaveta do armário. O que muitas pessoas não fazem ideia é que esta velinha pode causar princípio de incêndio se for posicionada em algum lugar inadequado. Por exemplo, se a vela for colocada em cima de uma mesa - coberta de uma toalha de plástico – e tombar, há grandes chances de iniciar um incêndio. Neste caso, a melhor solução para combater este princípio de incêndio é o uso do extintor.

Outra situação, bem comum de visualizar nas casas dos brasileiros, é a ligação de várias tomadas em um único benjamim. De acordo com Corpo de Bombeiros de SP, se a corrente elétrica estiver acima do que a fiação pode suportar, há chances de ocorrer um superaquecimento dos fios condutores, resultando em curtos-circuitos e, na maioria das vezes, princípio de incêndio. De tempos em tempos, faça uma revisão nos fios dos aparelhos elétricos e na instalação elétrica de sua casa. Caso ocorra algum princípio de incêndio, opte pelo uso do extintor – um equipamento fácil de utilização e seguro.

A importância do uso do extintor

Infelizmente, a maioria da população brasileira não sabe manipulá-lo. Com o objetivo de educar de forma simples e fácil, a ABIEX (Associação Brasileira das Indústrias de Equipamentos contra Incêndio e Cilindros de Alta Pressão) preparou algumas dicas importantes. Lembrando que o extintor portátil é indicado para combater princípios de incêndio. Para enfrentá-lo é preciso tomar alguns cuidados. Antes de tudo, verifique a altura do fogo; se a fumaça não está impedindo a visualização do foco do incêndio e se a fumaça não está dificultando sua respiração. Sinta se a temperatura do ambiente permite sua permanência. Caso contrário, deixe o ambiente.

Como verificar o extintor

Verifique sempre a condição do extintor. O indicador de pressão deve estar na faixa verde e nunca na vermelha. Os lacres devem estar intactos e sem qualquer violação. Confira o prazo de validade e certifique-se de que o extintor tenha o selo do INMETRO. As instruções de manuseio devem estar impressas pelo fabricante de forma clara e didática no cilindro do extintor.

 

Como utilizar o extintor?

Para utilizá-lo, segure o extintor na posição vertical. Todo extintor tem uma trava e um lacre na válvula. Para usar o extintor, é necessário retirar a trava, e, automaticamente, o lacre se romperá (figuras abaixo)

 

Em seguida, aponte o bico da mangueira em direção à base do fogo e a uma distância segura. Caso o extintor não possua mangueira, aperte a alavanca da válvula, direcionando o jato à base do fogo.

 

 

Quais são as classes de fogo e quais os tipos de extintores que devo usar?

Classe A: Fogo com materiais combustíveis sólidos, como: madeiras, tecidos, papéis, borrachas e plásticos, que queimam em superfície e profundidade, deixando resíduos.

Classe B: Fogo com líquidos e gases inflamáveis ou combustíveis, como álcool, querosene, óleo, etc.

Classe C: Fogo com equipamentos e instalações elétricas energizadas, como transformadores, fios e cabos elétricos, quadro de distribuição e motores elétricos.

 

Agora sim, vamos saber qual o tipo de extintor que deve ser utilizado:

Tipo do extintor

Classe A

Classe B

Classe C

Água

SIM

NÃO

NÃO

Espuma mecânica

SIM

SIM

NÃO

Pó BC

NÃO

SIM

SIM

Pó ABC

SIM

SIM

SIM

Gás halogenado

SIM

SIM

SIM

Gás carbônico

NÃO

SIM

SIM

 

E agora .... pegou fogo na panela com óleo, qual extintor usar?

Primeiro de tudo, desligue o fogo. Nunca jogue água, porque o óleo ira se alastrar e pode causar queimaduras graves. Para combater com segurança este princípio de incêndio, utilize o extintor classe K (específico para este tipo de fogo). Siga rigorosamente as instruções do fabricante para utilizá-lo.

Prefira as bocas de trás do fogão para cozinhar. Mantenha o cabo da panela virado para trás, principalmente, se tiver crianças em casa. Evite deixar luvas, panos e cortinas próximos ao fogão. De acordo com os dados da Sociedade Brasileira de Queimadura, quase um milhão de brasileiros se queimam por ano e a maioria desses casos acontecem em casa.

 

Se um eletrodoméstico, instalação elétrica, televisor ou computador pegar fogo...

Desligue a energia imediatamente. Não jogue água. Não use várias tomadas numa régua de extensão mal dimensionadas. Utilize os extintores de classe C (para equipamentos elétricos): Pó (BC ou ABC) ou CO2 ou gás halógeno.

 

Se um sofá ou cadeira se incendiar...

Este tipo de mobília é, geralmente, fabricado por plásticos, madeiras ou tecidos. Este tipo de fogo deve ser combatido com extintores classe A (água), Pó ABC ou Espumas Mecânicas ou gás halogenado.

 

Como combater um princípio de incêndio em meu carro?

Se estiver em chamas, desligue o carro e o abandone. Agora se for um princípio de incêndio e o carro estiver em movimento, primeiramente, é preciso que o condutor estacione em um local seguro. Desligue o carro para cortar a corrente elétrica. Retire o extintor de incêndio do suporte, rompa o lacre, destravando a válvula e, em seguida, se posicione a favor do vento. Não abra todo o capô. Com o extintor na posição vertical, encaixe o bico da válvula através de uma pequena abertura do capô do motor. Acione a válvula para iniciar a extinção do fogo. Levante cuidadosamente o capô e continue descarregando a carga do extintor até o fim, direcionando o jato de pó para a base do fogo, movimentando o pulso para a esquerda e para direita. Elimine o fogo e assegure-se de que não há foco de fogo.

"Infelizmente, o Brasil não dispõe de um programa de educação preventiva para combater princípios de incêndios. Vidas são perdidas e poderiam ser evitadas se as pessoas fossem melhores preparadas. Só para ter ideia, de acordo com estimativa da Sociedade Brasileira de Queimaduras, pelo menos 1 milhão de acidentes acontecem por ano, no Brasil, sendo 300 mil em crianças. A prevenção é o melhor remédio. E no caso de princípio de incêndio, o melhor combate é o uso do extintor", ressalta o presidente da ABIEX, Nércio de Souza Filho.

Sobre a ABIEX – Com 47 anos de fundação, a ABIEX (Associação Brasileira das Indústrias de Equipamentos contra Incêndio e Cilindros de Alta Pressão) é uma instituição regulamentada e representante das empresas que fabricam cilindros para gases naturais e produtos de proteção e combate ao incêndio (mangueiras, portas corta-fogos, registros, componentes, manômetros, válvulas, extintores de incêndios e cargas para extintores). Atuante em todo o Brasil, a Abiex tem como objetivo educar e manter a segurança das pessoas, além de prevenir acidentes em todas as estruturas: residenciais, estabelecimentos comerciais e indústrias de todos os segmentos. É uma instituição que está em constante evolução perante aos órgãos públicos, é participante ativo na representação ao INMETRO e ABNT. Divulgação para o mercado consumidor de informações e esclarecimentos sobre questões técnicas e legais.

Mais informações: www.abiex.org.br .

Fonte: Assessoria de Imprensa da ABIEX / LN Comunicação

Não reproduza o conteúdo sem autorização do Grupo Direcional. Este site está protegido pela Lei de Direitos Autorais. (Lei 9610 de 19/02/1998), sua reprodução total ou parcial é proibida nos termos da Lei.