Tratamento de piso: perguntas e duvidas mais frequentes

Escrito por 

Entrevista com Marcio Garcia

Revista Direcional Condomínios - O hall de um condomínio de 14 anos, em granito, está opaco, com pouco brilho. Qual o tratamento mais indicado? A cera resolve?
Marcio Garcia - Mármores e Granitos são pedras de brilho natural, quando os mesmos perdem o brilho, um tratamento com cera não surte efeito. Pois a pedra perdeu poder de absorção para ancoragem da cera, formando uma película muito frágil e passível de descascar. Nestes casos, é recomendado o polimento, processo mecânico que resgata o brilho natural da pedra. Depois disso, a manutenção deverá ser feita com o uso de pano úmido, com materiais apropriados ou detergente neutro.

 

Revista Direcional Condomínios - O hall de serviço desse mesmo condomínio é de granilite. Foi utilizada a enceradeira e o piso ficou poroso. Existe algum produto que possa homogeneizá-lo novamente e restituir o brilho?
Marcio Garcia – O granilite é um piso composto por cimento e granilha derivada de granitos e mármores. Este tipo de piso não pode, em hipótese alguma, sofrer uma lavagem com produtos ácidos ou limpa-pedras, os quais retiram da superfície o agente agregador (cimento), desgastando-a, deixando-a porosa e passível de absorver sujeira. Se isto acontecer, ou mesmo com o desgaste natural provocado pela ação do tempo, o granilite deverá sofrer um processo de polimento e impermeabilização com seladoras e ceras acrílicas. Depois disso, a manutenção se dará com pano úmido e detergente neutro.

Revista Direcional Condomínios – Quais produtos utilizar em pedras Miracema, Mineira e  Goiás, de forma que elas não fiquem esbranquiçadas? Como eliminar manchas que vão se impregnando com o tempo?
Marcio Garcia - Existe uma diferença entre pedra Mineira e Goiás, visualmente as duas têm o mesmo aspecto, porém são de segmentos diferentes. A pedra mineira pode ser polida, obtendo um resultado mais eficaz. Porém, pedras Goiás e Miracema realmente somente são limpas com produtos mais agressivos e derivados de ácidos. Nestes casos, o segredo é enxaguar bem e aplicar um produto para neutralizar o ácido, pois mesmo enxaguando, o ácido penetra na pedra e fica por vários dias, agindo e esbranquiçando sua superfície. Quanto às manchas impregnadas, se forem de gordura ou óleo, e o piso estiver próximo a locais como churrasqueira, lixeira ou estacionamento, infelizmente se forem absorvidas pela pedra, ficará impossível retirá-las. As manchas poderão ser amenizadas, porém removê-las totalmente é muito difícil.

 

Revista Direcional Condomínios – Há produtos que podem ser utilizados para inibir os animais de urinarem em locais próximos a jardineiras, gradil etc.? Como tirar essas manchas?
Marcio Garcia - Não existe nenhum produto com certificado da Anvisa voltado para esse fim. Com relação às manchas provenientes disso, tudo irá depender de quanto o piso as absorveu.  

 

Revista Direcional Condomínios – Como eliminar manchas do granito apicoado?
Marcio Garcia - Este é um tipo de piso muito utilizado em áreas externas devido a sua . Uma vez que a superfície é rústica e segura a sujeira, recomendo uma limpeza técnica e uma impermeabilização com hidro-óleo. Mas saliento que este processo, principalmente em áreas externas, deverá ser periódico, com de intervalo de quatro a seis meses. Também aqui é difícil retirar manchas impregnadas.

 

Revista Direcional Condomínios – No caso da pedra Ardósia, como eliminar manchas ou o excesso de cera?
Marcio Garcia - A pedra Ardósia é um tipo de revestimento bem comum em condomínios, tanto em áreas externas quanto internas. Se as mesmas forem tratadas com algum tipo de cera ou resinas que amarelam com o tempo, forma-se aí uma receita de uma grande dor de cabeça aos síndicos e zeladores. Nestes casos, sugerimos o polimento, que além de limpar, deixará a pedra natural. Ou, se o condomínio preferir, realizar uma nova impermeabilização com ceras ou resinas.

 

Revista Direcional Condomínios – Como deve ser tratados pisos de garagem que estejam sujos, cheios de buracos e até soltando partículas e poeiras?
Marcio Garcia - Os pisos de garagens são, em grande parte, de concreto. Esse é um local muito agredido desde o começo do empreendimento, pois é uma das primeiras áreas construídas. Ela sofre durante todo o tempo da construção e, posteriormente, com a circulação de veículos. Para esses casos, existem dois processos a serem feitos:
- um polimento + recomposição do concreto, deixando-o limpo, liso e de fácil manutenção;
- e uma pintura com tinta epóxi, deixando o visual mais bonito, claro. e moderno.

 

Matéria complementar da edição - 184 de out/2013 da Revista Direcional Condomínios