Regras básicas para decorar bem

Escrito por 

O regulamento interno do condomínio deve estabelecer normas para o uso das áreas comuns - incluindo-se o hall de entrada. Portanto, todos os condôminos sabem da responsabilidade de manter em ordem os móveis e adornos colocados nesses espaços. Se houver desobediência ao regulamento (como jovens que usam o hall como sala-de- estar, ou crianças como playground), pode ser dada uma advertência ou até multar o condômino. Normalmente, uma circular enviada pelo síndico pedindo a colaboração de todos melhora o problema.

Definido o uso a que se destina o hall, está na hora de colocar em prática a decoração. A arquiteta Ana Maria Wey, presidente da Associação Arquibrasil, dá algumas dicas úteis para facilitar um projeto ou a reforma de um hall:

Se possível, mantenha um pé direito duplo, que dê um aspecto nobre e amplo ao empreendimento;

Pinte o ambiente com cores claras; quando muito, utilize cores mais fortes apenas numa parede ou como marco de um quadro ou escultura. Revestimentos como papel de parede, borders e lambris de madeira estão em desuso. Prefira paredes texturizadas, mais duráveis;

Como o hall não é sala, coloque poucos móveis. São recomendáveis poltronas de estilo ou design, revestidas de couro ou de tecidos protegidos por teflon ou scotchgard (que tornam o tecido impermeável a líquidos);

Quadros ou objetos de arte de bom gosto dão identidade ao prédio;

É indicada uma iluminação pontual, com focos em elementos importantes da decoração, como quadros ou objetos. A iluminação deve “lavar” as paredes principais, sem ofuscar os olhos de quem circula pelo ambiente;

O piso deve ser escolhido em função do estilo do edifício, considerando-se sua categoria e função. Utilize sempre materiais resistentes, duráveis e fáceis de manter, como os porcelanatos em placas grandes, mármore ou granito;

Se houver circulação intensa, não é recomendado o uso de tapetes.

Apenas coloque-os para demarcar um ambiente;

Lustres que marquem presença podem servir como um recurso decorativo, funcionando como uma escultura luminosa (desde que acompanhem o estilo do prédio);

Use poucos enfeites, e grandes.

Adornos muito pequenos e delicados podem sumir com facilidade. Cuidado com arranjos de flores artificiais:

costumam ser vulgares, exceto os que utilizam flores de seda importada ou flores secas. Mantenha-os em ordem e livres da poeira.

Matéria publicada na Edição Nº 59 em dezembro de 2002 da Revista Direcional Condomínios