Como aproveitar a água descartada na limpeza da piscina para reuso no condomínio

Escrito por 

A cidade de São Paulo possui aproximadamente 25.000 piscinas de variados tamanhos em uso nos condomínios residenciais, clubes, associações e outros. Todas as piscinas necessitam de manutenção e limpeza semanal, procedimento no qual se estima ocorrer um desperdício de aproximadamente 1,2 bilhão de litros por ano, o que corresponde a 120.000 caminhões pipas de 10.000 litros cada.
A água da piscina sofre ação de ventos e chuva e se contamina com poeira, folhas e também com a gordura liberada dos protetores e bronzeadores e pela própria pele dos usuários, além de suor e urina.

A limpeza dessa água é realizada através de um sistema que inclui bomba, filtro e dispositivos como mangueiras, sugadores, bocal de aspiração, coadeira e ralo de fundo. O fundamental é que a água circule em todo esse mecanismo, conforme a Imagem 01.

Imagem 01 - Processo de limpeza da água da piscina

Fonte: Paulo Rodrigues Félix

A água suja chega à bomba, passando pelo pré-filtro, onde as sujidades maiores são retidas, e depois de limpa segue seu caminho de volta à piscina pela tubulação de retorno.

A sujidade ou contaminantes que ficaram retidos na areia da bomba (filtro) precisam ser descartadas para o esgoto através de um dreno.

Neste momento coloca-se a válvula da bomba (filtro) na posição de retrolavagem e durante um a três minutos (tempo sugerido pelos fabricantes) teremos a passagem mínima de mil a três mil litros de água encaminhada para o esgoto por limpeza. Com isso, calcula-se uma perda mínima, conforme a Imagem 02.

Imagem 02 - Cálculo de perda de líquido no processo de limpeza da água da piscina

 

Cálculo da água descartada no esgoto

Água descartada na limpeza do filtro 1.000l.
Limpeza  uma vez por semana, descarte mês 4.000l.
 
Piscinas instaladas em São Paulo 25.000
Total de litros descartado no esgoto p/ mês 100.000.000l.
 
Total de litros descartado no esgoto p/ ano  1.200.000.000l.
 
Caminhão pipa- capacidade  10.000l.
Total de caminhões pipa por ano 120.000

Fonte: Paulo Rodrigues Félix

 

Como reaproveitar água descartada no processo?
A proposta é que o síndico ou o gestor do condomínio providencie um reservatório para coletar esta água que é descartada para o esgoto, para que assim se possa utilizá-la na manutenção diária, como na limpeza de pisos, lavação de garagens, rega de jardins e plantas, limpeza de vidros e fachadas, lavagem de veículos etc.

Matéria complementar da edição - 198 de fev/2015 da Revista Direcional Condomínios 

Paulo Rodrigues Félix

Administrador de empresas, tecnólogo e especialista na formação, capacitação e aperfeiçoamento de profissionais da área condominial. Atua há mais de 10 anos como palestrante e docente dos cursos de manutenção predial e zeladoria, em instituições como o Senac-SP e o Secovi-SP. É sócio-gerente da Avante treinamentos e lançou o livro "O Guia da Limpeza". Promove ainda cursos para área de terceirização de serviços e administradoras de condomínios e um dos destaques de seu trabalho é o papel de facilitador em São Paulo das turmas do Projeto Porteiro Melhor Amigo do Idoso, patrocinado pelo Bradesco.
Mais informações: www.avantecursos.com.br  |  felix@avantecursos.com.br