Competição entre 15 condomínios em São Paulo estimula economia de água e combate ao desperdício

Escrito por 

Está lançado o desafio: 15 condomínios de Moema, bairro da zona sul de São Paulo, fazem parte da Disputa de Condomínios, campanha que tem como objetivo estimular os moradores a utilizar água de maneira racional, sem desperdícios.

Segundo Marcelo Morgado, assessor de meio ambiente da presidência da Sabesp, 85% do consumo de água na região metropolitana de São Paulo refere-se ao uso residencial. “O Brasil tem 12% das reservas hídricas do planeta, porém elas estão concentradas longe dos grandes centros urbanos. Em São Paulo, a baixa oferta de água é semelhante ao semiárido nordestino. A campanha é uma iniciativa válida para combater o desperdício, sem que as pessoas abdiquem de seu conforto, da higiene e da saúde”, apontou Marcelo, no evento que lançou a campanha, em princípios de maio, em palestra para síndicos e condôminos dos edifícios inclusos na Disputa.

Guilherme Stella, diretor da Sagarana Comunicação, idealizadora da competição, acredita que a Disputa de Condomínios poderá auxiliar na mudança de hábitos de moradores e funcionários dos edifícios. “Estamos distribuindo uma cartilha para todos os participantes, síndicos, funcionários e moradores, com dicas simples para economia de água, sempre com o cálculo de quanto cada ação significa em termos de economia financeira. Além disso, fizemos palestras em cada prédio, envolvendo os funcionários dos condomínios e dos apartamentos”, afirmou. Um dos exemplos da cartilha diz respeito ao uso do chuveiro: um banho de ducha de 15 minutos consome até 243 litros de água. Já um banho de 5 minutos reduz o consumo para até 160 litros de água. A cartilha ensina que, dessa forma, é possível economizar em média anual de 120 mil litros de água, ou R$ 167,00.

Ricardo Chahin, coordenador do Programa de Uso Racional da Água da Sabesp (PURA), alertou que, na busca por economia na conta de água, todo condomínio deve estar atento a vazamentos. “Se nada é detectado, então é hora de investir na educação dos moradores, lembrando que os vilões do consumo são a descarga e o chuveiro”, apontou.

Uma válvula de parede chega a gastar 30 litros por acionamento, bem mais do que as caixas acopladas, cujos modelos mais atuais têm duplo acionamento, gastando de 3 a 6 litros por acionamento, completou o coordenador da Sabesp.

Os prédios participantes da Disputa de Condomínios somam cerca de 700 apartamentos. Os condomínios terão seu consumo medido quinzenalmente pela Sabesp, que está apoiando e patrocinando a campanha. A medição de maio e junho será comparada aos mesmos meses de 2011. O condomínio que obtiver em 2012 a maior diminuição percentual no consumo de água comparada com o respectivo período de 2011 sairá vencedor. Como premiação, além da própria economia na conta de água, o vencedor ganhará por apartamento, e também para sua área comum, um kit da Fabrimar com equipamentos economizadores, com instalação gratuita.

Saiba mais sobre a Disputa de Condomínios, acessando www.disputadecondominios.com.br ou pelo http://www.facebook.com/DisputaDeCondominios?filter=1.


Fotos: Diego Oio/Divulgação Sabesp

São Paulo, 15 de maio de 2012.