Na segurança, porteiros são alvo principal

Escrito por 

Os arrastões contra condomínios em São Paulo estão diminuindo, algumas quadrilhas foram presas e os próprios criminosos preferem aplicar hoje golpes mais sutis e pontuais, avalia José Elias de Godoy. Oficial da Polícia Militar de São Paulo, consultor de segurança para condomínios e autor de livros na área, José Elias orienta os síndicos a se prepararem para evitar essas armadilhas.

1) Como os criminosos estão agindo hoje?

Observam-se nos últimos meses invasões de condomínios através de golpes. O mais comum é os bandidos chegarem às portarias dos prédios identificando- -se como moradores ou parentes de condôminos. Eles tentam forçar a entrada. Quando não conseguem entrar, uma terceira pessoa, ligada a eles, telefona para a portaria, se passa por morador, informa dados corretos do apartamento e solicita que as pessoas que estão esperando tenham o acesso liberado, uma vez que seriam seus parentes (primos ou sobrinhos). Ao entrarem no condomínio, os criminosos se dirigem a uma unidade previamente escolhida e arrombam a porta para furtar objetos de valor. As maiores vítimas têm sido os orientais.

2) O que mudar no procedimento de acesso?

O controle deve ser mais rígido, de maneira que somente se abra os portões quando houver certeza de quem está entrando no prédio, e de quem está liberando o acesso aos estranhos ao condomínio. Mas é importante que, além de ajustarem os procedimentos, os condomínios também invistam em sistemas de acesso informatizados, para que não fiquem apenas na dependência única do Ser Humano.

3) Como dar segurança ao trabalho do porteiro?

Diante dos golpes mais recentes, observa- se a importância de haver um cadastro atualizado dos moradores com seus telefones celulares, para que se possa contatá-los e confirmar a liberação ou não de visitantes ou prestadores de serviços. Não se deve simplesmente liberar a entrada após uma ligação externa. É importante ainda treinar os funcionários, já que ocorreram falhas por desconhecimento ou mesmo ingenuidade.

José Elias de Godoy - Oficial da PM de SP, consultor em segurança condominial e autor de livros na área. Mais informações: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

Matéria publicada na edição - 193 de ago/2014 da Revista Direcional Condomínios