Terça, 31 Agosto 2021 20:38

Medidas para cortar custos em condomínios

Escrito por

Quando se pensa em medidas de economia em condomínios é preciso, principalmente, buscar aquelas capazes de proporcionar resultados substanciais em curto prazo. Nesse sentido, deve-se atentar para a manutenção preditiva, o consumo de água, a folha de pagamento e a manutenção de elevadores.

Manutenção preditiva

A manutenção preditiva permite antever e corrigir problemas antes que eles se tornem mais graves; por exemplo, aproveitando a reforma de unidades em prédios antigos para trocar colunas de ferro oxidadas, ainda que elas não apresentem vazamentos, evitando-se, assim, quebradeiras futuras, a custos bem mais altos.

Folha de pagamento

A folha de pagamento representa, de longe, a maior parcela dos gastos em condomínios, e sua análise poderá revelar horas extras desnecessárias e folgas trabalhadas, seja pela falta de um folguista/ferista, ou por um número insuficiente de funcionários; ou, ainda, devido a um quadro funcional superdimensionado. É comum os funcionários trabalharem direto, sem folga, substituindo um colega que sai de férias, o que gera horas extras excessivas.

Consumo de água

O consumo de água pode trazer surpresas desagradáveis em caso de vazamentos “silenciosos”, e deve ser monitorado diariamente, anotando-se as medições matutina, vespertina e noturna, sempre nos mesmos horários. Tais vazamentos ocorrem principalmente nas válvulas de descarga, e, não raro, podem fazer o valor da conta de água mais que dobrar. Portanto, o ideal é fazer verificações periódicas nas válvulas de descarga de todas as unidades, sempre que houver aumentos de consumo significativos identificados nas planilhas de controle diário de leitura do medidor, cabendo observar que as caixas acopladas também estão sujeitas a vazamentos. E, a fim de quebrar resistências, o condomínio deve arcar com as trocas dos reparos das válvulas nas unidades, o que também lhe permitirá eliminar mais rapidamente tais vazamentos. E, reiterando o que foi dito na parte da manutenção preditiva, é preciso fazer a troca preventiva de colunas de ferro quando as unidades são reformadas.

Elevadores

Devem-se avaliar os contratos de manutenção (com peças) e conservação (sem peças) de elevadores, pois nem sempre um contrato com peças inclusas, bem mais caro, haverá de compensar. Além disso, considerando que as chamadas “fabricantes” de elevadores nada mais são que montadoras, convém considerar a possibilidade de contratar uma das diversas empresas de manutenção existentes no mercado, que geralmente têm preços bastante competitivos, com o cuidado de evitar cláusulas rescisórias abusivas, com prazos superiores a 30 dias.


Matéria complementar da edição - 271 - set/2021 da Revista Direcional Condomínios

Não reproduza o conteúdo sem autorização do Grupo Direcional. Este site está protegido pela Lei de Direitos Autorais. (Lei 9610 de 19/02/1998), sua reprodução total ou parcial é proibida nos termos da Lei.


Luiz Leitão da Cunha

Síndico profissional, Luiz Leitão da Cunha já atuou como jornalista, tradutor, gestor de empresas e operador da Bolsa de Valores. Em São Paulo (SP), realiza a gestão de condomínios localizados nos bairros de Jardins/Cerqueira César, Pinheiros e Itaim-Bibi. Mais informações: luizmleitao@gmail.com; https://luizleitaosindicoprofissional.wordpress.com/


Anuncie na Direcional Condomínios

Anuncie na Direcional Condomínios