Sexta, 09 Fevereiro 2024 21:34

Zelador, o elo na segurança dos condomínios

Escrito por

Embora oficialmente o síndico de um edifício é quem o represente, existe uma outra figura, um outro cargo nos prédios, de muita importância para o bom relacionamento entre o síndico e os próprios condôminos. É o zelador ou gerente predial, que vem a ser o elemento principal dessa ligação. Pela vivência, pelo contato direto com toda a complexidade de problemas naturais de um condomínio, o zelador é a figura de equilíbrio do edifício.

Neste mês, mais precisamente no dia 11 de fevereiro, é comemorado o "Dia do Zelador".

O zelador é o funcionário que atua como um gerente, que soluciona os problemas do dia a dia e orienta os funcionários do condomínio, efetuando a supervisão das ações da portaria, da vigilância e zelando pelo bem-estar material do condomínio e que tem contato direto com a administração do edifício, quer seja o proprietário, o síndico ou seus representantes legais, auxiliando nos recebimentos e pagamentos a serem efetuados pelos mesmos, além de acatar e cumprir as determinações destes.

Entretanto, como o zelador só deve recorrer ao síndico em último caso, ele precisa ter iniciativa e bom senso para tomar providências, sendo um verdadeiro técnico em zeladoria.

O trabalho do zelador não aparece diretamente, mas sim indiretamente, positivamente quando nenhum problema surge, negativamente quando algo vai mal no prédio. É uma função altamente exigida, requer calma e dinamismo. Muitas vezes não é compreendida.
Ao zelador, cabe tarefas como:

  • Controlar, acompanhar e cuidar da segurança e bem-estar do condomínio, determinando que sejam rigorosamente seguidas as normas e procedimentos de portaria.
  • Transmitir as ordens emanadas dos seus superiores hierárquicos e fiscalizar seu cumprimento além de velar pela proteção do edifício, de seus ocupantes e demais pessoas que frequentam o mesmo.
  • Zelar pelo perfeito funcionamento dos sistemas elétricos, hidráulicos e de elevadores do edifício.
  • Estar obrigatoriamente treinado para o caso de incêndio, através do curso de formação profissional bem como estar preparado para as manutenções preventivas e corretivas.
  • Dar cumprimentos às ordens estabelecidas no regulamento e procedimentos internos, fazendo com que os ocupantes do edifício as obedeçam.
  • Ser dedicado ao edifício como se fosse propriedade sua.

O zelador responsabiliza-se pelas ocorrências no prédio perante o síndico e a administradora. Seu trabalho compreende, muitas vezes, quando reside no prédio, 24 horas ininterruptas de disponibilidade, embora fique ostensivamente em seu posto as 8 horas de lei e mais as horas extras, conforme as necessidades específicas do trabalho.

Por tudo isso e muito mais é que queremos parabenizar o zelador, desejando-lhe sucesso e toda sorte na profissão abraçada, lembrando que no exercício do trabalho deve-se buscar sempre a prevenção.


Não reproduza o conteúdo sem autorização do Grupo Direcional. Este site está protegido pela Lei de Direitos Autorais. (Lei 9610 de 19/02/1998), sua reprodução total ou parcial é proibida nos termos da Lei.


José Elias de Godoy

Especialista em Segurança de Condomínios pela SUAT e autor dos livros "Manual de Segurança em Condomínios" e “Técnicas de Segurança em Condomínios”. Mais informações: elias@suat.com.br


Anuncie na Direcional Condomínios

Anuncie na Direcional Condomínios

Assine nossa newsletter