E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Abra seu celular agora mesmo e acesse qualquer portal de tecnologia, que eu garanto: você irá se deparar com algum artigo sobre Inteligência Artificial (IA).

Sabe aquela leitura que toca tanto a gente, que você sente a inspiração e necessidade de levar o que aprendeu para o máximo de pessoas? Então, acabei de ler um livro que achei muito interessante e resolvi fazer um artigo sobre ele. O livro é “Hábitos Atômicos”, de James Clear.

Quem me segue nas redes sociais, ou já assistiu a alguma das minhas palestras, com certeza já ouviu as histórias do morador do 401.

Uma das maiores ameaças que enfrentamos na humanidade é a preocupação com uma futura falta de energia. A geração de energia, da maneira mais tradicional que conhecemos hoje, está se tornando cada vez mais escassa e cara.

Com o passar do tempo as tecnologias que chegam para facilitar nossas atividades e garantir mais disponibilidade para cuidarmos de nós mesmos e das pessoas ao nosso redor ficam cada vez mais inseridas em nossas vidas.

Como você sabe, sempre falei sobre as tendências do futuro para o mercado condominial.

"O papel do CEO é o mesmo de um bom maestro. Ele não precisa saber tocar todos os instrumentos com maestria, mas precisa saber escolher quem toca para que haja harmonia."

João Appolinário - Fundador da Polishop

Quando eu tinha 16 anos, essa frase - quem tem boca vai a Roma - era o lema das minhas viagens. Sim, era uma frase bem comum pois, quando eu chegava em uma cidade, era normal parar em um posto de combustível e perguntar: onde fica o hotel X? Onde fica o restaurante Y?

Vou falar um pouco sobre IOT nos condomínios, você sabe o que é isso? Vem comigo!

Gostaria de voltar um pouco no tempo e comentar que a partir da década de 60, nós tivemos uma grande movimentação da população brasileira. Muitas pessoas vieram morar nas grandes cidades em busca de emprego, conforto e comodidade, pois nos grandes centros, a população tinha acesso à saúde, segurança, conveniência e, quase na virada do século, já se tinha mais de 80% da população vivendo nas grandes cidades.

Nas assembleias, "você precisa envolver os moradores no sonho do condomínio, se isso acontecer, certeza de que o sonho vai se tornar realidade".

Para você que ainda não leu o livro "A Quarta Revolução industrial", de Klaus Schwab, segue uma dica mega power:

Senta que lá vem mais uma história do mercado condominial.

Sempre gosto de começar qualquer artigo que escrevo contando uma história e este não será diferente.

Em 1918 iniciou uma grande pandemia no mundo: a gripe espanhola. Infelizmente, estima-se que morreram em torno de 50 milhões de pessoas, terminando em 1920. O que mais se ouvia falar na época era "que iremos voltar a um novo normal". Os políticos usaram muito essa campanha dizendo que fariam as coisas certas para que isso não voltasse a acontecer e, se acontecesse, o povo estaria preparado.