Terça, 22 Agosto 2017 00:00

Danos elétricos lideram como principal causa de sinistro em condomínios, aponta SulAmérica

Por

Levantamento realizado pela seguradora mostra as principais ocorrências.

Quase metade (48,2%) dos sinistros acionados por condomínios ocorre devido a danos elétricos, segundo levantamento realizado pela SulAmérica, maior seguradora independente do País. Outra ocorrência que também causa dor de cabeça a síndicos, e administradores é a quebra de vidros, mármores e granitos, que totaliza 14,1% dos sinistros (eventos que demandam atendimento por parte da seguradora).

O levantamento feito pela SulAmérica em sua base de clientes do produto SulAmérica Condomínio em 2017 mostra que, diferentemente do que se imagina, os eventos da natureza, tais como vendavais, tornados e granizos, respondem por um em cada dez (9,7%) sinistros. A seguradora aponta ainda que 6,5% dos acionamentos registrados estão relacionados a problemas ocorridos nas garagens dos edifícios, como danos ocasionados por impactos de veiculos.

O SulAmérica Condomínio pode ser customizado para atender às necessidades de cada cliente. O produto é composto pela garantia básica de incêndio, queda de raios, explosão, fumaça e queda de aeronaves, e conta com a possibilidade de contratação de cerca de 30 garantias adicionais, como danos elétricos, perda de aluguel, desmoronamento, quebra de vidros, colisão de veículos, incêndio e roubo nas dependências dos condôminos, e vida de empregados, além de diversos serviços de assistência 24 horas, tais como encanador, eletricista, chaveiro, vidraceiro,, e ntre outros.

"Os números ressaltam a importância de levar em consideração as garantias adicionais disponíveis em nosso produto no momento de contratar o seguro. A SulAmérica oferece uma gama abrangente de opções para atender às mais diferentes necessidades de nossos clientes", afirma o vice-presidente de Auto e Massificados, Eduardo Dal Ri.

Já que cada condomínio tem necessidades específicas, é fundamental o auxílio do corretor no mapeamento das coberturas mais indicadas para cada caso

Dicas

O problema mais comum enfrentando pelos condomínios são os curtos circuitos provocados, geralmente, por variação de energia e queda de raio, e que afetam televisões e outros equipamentos. Para evitar danos maiores, os condomínios podem adotar medidas preventivas que incluem desde revisão da rede elétrica e sistema de para raios até a manutenção do imóvel.

Em relação aos vidros, presentes em áreas comuns, como bancadas, janelas, vitrines, portas e similares, são diversas situações que podem causar danos. A principal é o descuido no manuseio de objetos, especialmente durante a limpeza. Para evitar, a dica é sempre contratar serviços de pessoal capacitado e licenciado para desempenhar a função, além de treinamento das equipes.

Fonte: CDI Comunicação Corporativa